Página Inicial  
   
Fale Conosco  
   
 
  Medicina Integrada e Anti-Aging      
Pré-Menopausa e Menopausa
 

Cada vez mais mulheres procuram os consultórios médicos com facilidade em ganhar peso, perda da cintura, aumento do apetite, perda da qualidade da pele, afinamento dos cabelos, dores articulares, cansaço, calorões, alteração na memória, alteração do humor e do sono.

São sintomas de deficiência dos hormônios que controlam a atividade e vitalidade celular e que aparecem desde a pré-menopausa, fase que se caracteriza pela diminuição e perda progressiva da atividade glandular e produção de hormônios sexuais principalmente.

Com a atual expectativa de chegarmos aos 80 anos de idade e com o estilo de vida moderno que exige sermos saudáveis e ativos profissional e pessoalmente ate próximo desta idade, a perda dos comandos de ativação hormonais com metade desta idade não pode acontecer.

Qual a solução? A solução passa por 3 medidas.

A primeira é um estilo de vida, que inclui atividade física e nutrição saudáveis, como forma de manutenção e estimulação permanente do organismo.

A segunda é a estimulação das glândulas com suplementação correta e individualizada ou outras medidas que sejam indicadas.

A terceira é a suplementação sem riscos com hormônios bio-idênticos.

Temos no organismo vários tipos de hormônios, não só os do ovário, e que trabalham em conjunto para uma ativação máxima do organismo. A moderna suplementação bio-idêntica permite que se normalize o balanço hormonal com a utilização de todos os hormônios necessários a cada caso.

Os hormônios artificiais que eram utilizados anteriormente por não serem iguais aos hormônios naturais fazem parar a glândula que produz aquele hormônio. Este é o principio da pílula anticoncepcional. Você toma estrógeno e progesterona artificial, seu ovário para e você não engravida.

Alem disto eles são utilizados via oral. Com isto eles passam pelo fígado, que é um filtro especializado em destruir produtos químicos estranhos, e ele quebra os hormônios artificiais em hormônios de baixa eficiência e de risco.

Já os hormônios bio-idênticos são, como o nome já diz, praticamente iguais aos hormônios naturais. Além de não pararem as glândulas (que continuam a produzir seus hormônios) não são utilizados via oral. Com isto não passam pelo fígado e não são degradados em hormônios maus. Ao contrario, trabalhos científicos mostram que eles protegem o organismo como qualquer hormônio natural.

A utilização destes procedimentos – reposição bio-idêntica, suplementação, desbloqueio glandular, nutrição funcional – pode permitir aos pacientes uma qualidade de vida plena por muito mais tempo e uma diminuição tanto do desenvolvimento de doenças degenerativas quanto de envelhecimento precoce.

Clique aqui, saiba mais
                         
Direitos Reservados a BIOLÓGICA 2009 - Desenvolvimento: Concept Consultoria