Página Inicial  
   
Fale Conosco  
   
 
  Medicina Integrada e Anti-Aging      
Medicina Sistemica
 
A visão ou pensamento Sistemico para a Medicina é baseada na Teoria dos Sistemas que se originou com Von Bertalanffy, evoluiu com Maturana e Varela e vem se ampliando cada vez mais.

Nesta visão o nosso organismo é considerado um SISTEMA ABERTO.

Cientificamente Sistema é um conjunto de elementos ligados entre si direta ou indiretamente com um propósito. É o que acontece em nosso corpo com nossos órgãos.

O corpo humano é considerado um Sistema “Aberto” porque interage com o ambiente externo, de onde recebe entradas de informações, sejam químicas (como nos alimentos), sejam eletromagnéticas (como nos órgãos dos sentidos) ou mesmo emocionais.

Estas informações são então processadas. Uma parte é integrada ao sistema e outra parte é eliminada.
Se a parte integrada for coerente com o sistema, como por exemplo, um alimento saudável ou um livro inteligente, o sistema se manterá ativo e coerente (o que chamamos Saúde) e com o tempo aumentará sua complexidade (nossa evolução pessoal).

Mas se a informação for incoerente com o sistema, como produtos químicos, um alimento tóxico ou alergênico, uma indução midiática mal intencionada ou mesmo uma emoção negativa, isto provocará um desequilíbrio no sistema, que reagirá com processos de auto regulação regenerativa, o que, em linguagem médica, são desde os processos inflamatórios agudos até os processos degenerativos crônicos. (poderiamos pensar em Alzheimer e Parkinson como o contrário da nossa evolução pessoal??).

Podemos então olhar os diagnósticos e tratamentos das doenças de duas maneiras.

Uma é a visão atual e dominante, que vê todas as doenças como processos fechados e locais e os trata assim, basicamente bloqueando sua manifestação.

Já a visão sistêmica vê as doenças agudas como processos eliminativos do sistema para se auto-regular –p.ex. uma sinusite- e as doenças crônicas como a consequência do esgotamento dos sistemas de auto-regulação, com a consequente alteração das estruturas do sistema e com perda de funções do sistema –p.ex. uma artrite-.

Os diagnósticos, na Visão Sistêmica, são complexos e integrativos, porque a doença não é considerada local, é sempre por alteração de todo o sistema. Avaliamos o paciente com todos os seus processos orgânicos e toda a sua história de vida (doenças prévias, cirurgias, etc.). A solicitação de exames, tanto os clássicos quanto os modernos, é também fundamental, pois completa e objetiva o diagnóstico.

Os tratamentos na Visão Sistêmica têm como objetivo desbloquear os processos de auto-regulação, de ativar as funções e de colocar informações coerentes no sistema, para tratar as doenças e as disfunções presentes e procurar prevenir as passíveis de surgir num futuro próximo ou distante.
 
Clique aqui, saiba mais
 
                         
Direitos Reservados a BIOLÓGICA 2009 - Desenvolvimento: Concept Consultoria